31/03/2013

2º Capítulo - Vegas Girl: Mission Accomplished.

14 comentários: | |
(Novos personagens no final)


Acordei as 7h da manhã, atrasada pra ir pro colégio. Tomei um banho rápido e me vesti (look 1), fiz um make leve e deixei meu cabelo solto natural, que com certeza é mais bonito do que de muitas que se matam fazendo química. Desci na cozinha e peguei uma garrafa de água, joguei na minha bolsa e fui pra escola. Entrei na segunda aula, óbvio.

Professora: Está atrasada, dona Lindsay. - Me alertou assim que entrei na sala.
Eu: Sei, tenho relógio em casa. - Sorri ironicamente e me sentei do lado da Lucy. Procurei Jason mas ele não estava na sala.
Lucy: Ele não veio. - Quebrou o silêncio
Eu: Ele quem? - Arqueei as sobrancelhas
Lucy: Jason.
Eu: Como você sabe que eu tava procurando ele?
Lucy: Te conheço! - Riu baixo enquanto a professora explicava a matéria. Senti um negocio batendo nas minhas costas e virei pra ver o que era: Tinham atacado um papel. Peguei e abri, estava escrito: 
" Pegou o Jason ontem né? Até o nerdzinho? Hahahaha, cachorra! - Ryan "

Eu: Vai se foder! - Virei pra trás olhando pro Ryan e gritei, todos ficaram parados olhando pra mim. - Qual é? Nunca viram? - Encarei eles.
Professora: Por favor, Lindsay. 
Eu: Desculpa professora.
Professora: Certo. Então, continuando... - Voltou a explicar a matéria. Todas as aulas passaram rápido e deu a hora da saída, graças a Deus. Me despedi das minhas amigas e fui embora, no caminho, avistei um monte de "badboy" em uma rodinha, pareciam rir e zombar de alguém que estava no meio. Parei o carro e desci, fui até eles.
Eu: O que vocês tão fazendo? - Me aproximei tentando ver quem eles tavam zoando.
xxx: Veio nos ajudar a acabar com esse otário? - Um dos meninos perguntou.
xxx: Lindsay, vai embora, sai daqui! - O menino que estava no meio da rodinha gritou e eu pude perceber que era o Jason.
Eu: O que vocês tão fazendo com ele? - Me irritei e empurrei eles, entrei no meio da roda e ajudei o Jason levantar.
xxx: Ui, ela é perigosa. - O mesmo menino falou e o grupinho de amigos riu. Dei um chute no "negocio" dele, que se ajoelhou de dor. Então todos os outros 5 meninos da rodinha vieram pra cima de mim.
Eu: Jason, entra no carro. - Exigi enquanto tentava me defender dos vários socos que estava recebendo.
Jason: Sai daí, Lindsay. Vou ligar pra polícia. - Gritava desesperado enquanto eu batia e apanhava. Sabe, até que os 6 anos de Muay Thai me ajudaram. Consegui socar cada um deles e sair bem disso tudo. Corri pro meu carro antes que eles levantassem e dei partida, sai voando daquele lugar. - Você é louca?
Eu: Cala boca, se não fosse por mim, você provavelmente estaria morto. - Continuei dirigindo sem olhar pra ele
Jason: Tá, tá certo. Obrigado. - O ignorei e não respondi - Por que você me ajudou?
Eu: Não gosto de ver pessoas fazendo mal umas pras outras. Eu gosto de fazer o mal e só eu posso fazer isso.
Jason: Nossa.
Eu: Vai ficar aonde?
Jason: Na minha casa, né?!
Eu: Ótimo. - Ele me falou o endereço e eu o deixei lá, depois fui pra minha casa.

"Por que diabos eu me arrisquei pra salvar ele? Foi involuntário." Isso não saia da minha cabeça. Eu não sou de ajudar as pessoas, muito pelo contrário. Aff.
(...) Me joguei na cama e dormi por 1 hora mais ou menos. Acordei com o meu celular tocando, mas era só um sms:
"Crystals, 15h30, em frente à Prada. - Jane"

Ótimo, eu tinha que estar no shopping em 40 minutos. Tomei um banho e me vesti incrivelmente rápido, me maquiei e fui encontrar as meninas. Cheguei 10 minutos atrasada.

Jane: Finalmente hein? - Disse assim que me viu
Lucy: Vamos?
Eu: Claro. - Entramos na Prada e saimos com umas 5 sacolas cada uma. Aquela loja era o paraíso! Depois fomos pra Luis Vuitton, Hermés, Christian Dior, Fendi e paramos pra tomar um café na Starbucks.
Jane: O que vocês acham de irmos na Pure? 
Lucy: No Caesars Palace?
Jane: Não idiota. Na casa da minha avó! - Respondeu irônica e Lucy revirou os olhos, o que me fez rir.
Eu: Boa ideia. - Tomei um gole do meu café
Lucy: Chama o Ryan e o Chaz?
Jane: Já avisei eles que nós vamos.
Eu: Garota rápida! - Riram.
Jane: Mas tem uma parte um tanto quanto chata...
Eu-Lucy: Ihhhh... Lá vem!
Jane: Eles vão controlar a venda de drogas por lá essa noite.
Lucy: E o que tem de chato nisso?
Jane: Vamos ter que ficar de olho em tudo também, e ver se a gente consegue arrancar dinheiro dos bagaças que tem por lá.
Eu: Moleza!
Jane: Então 20h a gente se encontra lá.
Lucy: Ótimo, já são 18h, vou ir pra casa me arrumar.
Eu: Também vou indo. - Levantei da cadeira e me despedi delas. Peguei minhas sacolas e joguei no porta-malas do carro.

Não gosto de me envolver nesse negocio de tráfico de drogas, aliás, só fiz isso 2 vezes então não sou muito experiente apesar de ter me saido bem. Eu só faço isso porque preciso de dinheiro e bom ou mal, rende muito!

(...) Cheguei em casa e não, não tomei outro banho. Troquei de roupa, coloquei um salto preto, me maquiei e arrumei meu cabelo e fiquei sentada no sofá esperando dar a hora pra eu poder sair, até que meu pai chegou com a piranha.

Grace: Onde vai?
Eu: Não te devo satisfações.
James: Onde você vai, Lindsay?
Eu: Também não te devo satisfações. - Bufei, peguei minha bolsa e fui pro carro. Estava um pouco cedo então dirigi até uma rua com pouco movimento e parei o carro lá, fiquei fumando e pensando na vida. Até que deu 19:40, então dei partida e fui até o hotel Caesars Palace, que ficava a uns 30 minutos dalí. Quando cheguei, entreguei a chave do carro pro manobrista e subi de elevador até a Pure.
Ryan: Ainda bem que você chegou, isso aqui ta lotado. - Olhei em volta e realmente estava cheio.
Eu: Hm.. Cadê as meninas? - Ele apontou pra Jane que estava se atracando com um cara que aparentava ter 24 anos, e pra Lucy que estava conversando com um "senhor" de mais ou menos 32 anos. - Quem são?
Ryan: O velho que ta com a Lucy tem dinheiro pra caralho e compra muito.
Eu: E o que ta com a Jane?
Ryan: É novo por aqui, não conheço. Mas deve pagar muito também. O esquema é o seguinte: Ataca aquele alí. - Apontou pra um menino. - Liam, 20 anos. Compra muito e paga bem.
Eu: Ótimo. E o Chaz?
Ryan: Controlando tudo. Sei que você não consegue bater mas o máximo que já arrancamos daquele menino é 359 mil.
Eu: Deixa comigo. - Pisquei e sai rebolando em direção ao tal Liam, que por sinal, era lindo.
Liam: Olá. - Sorriu de uma forma encantadora. 
Eu: Novo por aqui? - Me sentei ao lado dele
Liam: Na verdade não. Você é a Lindsay, certo?
Eu: Como sabe?
Liam: Como eu disse, não sou novo. Já estou te fitando faz tempo.
Eu: Isso é bom?
Liam: Acho que sim. - Ri abafado. - Mas enfim, vamos falar de negocios.
Eu: Pra isso que eu vim.
Liam: Ótimo. Quero maconha, LSD e "pílula do amor" - Fez aspas no ar.
Eu: Pra quando?
Liam: Tem alguma coisa aí?
Eu: Não sei.
Liam: Pago 786 mil reais pela quantidade que eu quero.
Eu: Interessante. Te entregam amanhã, pode ser?
Liam: Claro. E o que acha de ser minha?
Eu: Será? - Liam sorriu malicioso e me puxou pra perto dele, colocou a mão por baixo da mesa, invadiu meu vestido e penetrou 3 dedos em minha intimidade enquanto me beijava, eu gemia abafado durante o beijo.
Ryan: To interrompendo? - Se aproximou e Liam parou o beijo e se afastou de mim. Eu levantei
Eu: Missão cumprida. - Sussurrei no ouvido do Ryan e sai andando, fui até a pista de dança e fiquei lá, dançando com o Chaz até o fim da noite já que tinha terminado o meu trabalho.


Personagens novos:

Chaz Somers e Ryan Butler: 17 anos, estudantes do WE e moram em Las Vegas desde pequeno. Muito inteligentes, traficantes de drogas, não se apaixonam fácil, é o "badboy" da escola e são super temido por todos. Tem Lindsay como uma irmã.
Jane Montano e Lucy Cosgrove: 17 anos, estudantes do WE e melhores amigas da Lindsay. Descoladas e invejadas, todos os garotos as desejam.

(A apresentação não está muito complexa pois esses não são personagens principais, só estão aparecendo bastante inicialmente.)

Comentários:

Fernanda de Melo: Pronto!
Jus, my dream ! Imagine': Pronto, um big pra você haha.
Andressa Biebs: Espero que goste!!
Pequena do Justin: jsdhsdjs que bom que gostou!!
Stephanie Estevam: <3
Evellyn: Muito obrigada flor <3 espero que goste!
Ysamara Violeta: Ele tem tipo "2 caras" hehe, vocês vão ver isso mais pra frente! Que bom que gostou!!
Laura R.Y: Que bom que ta gostando flor! Obrigada! <3
Belieber_Zika: Hahaha, espero que goste! <3
Imagine Belieber - BD: Espero que gosteee!!
Ana Furtado: Hehe, ta aí flor.
Beatriz R: Obrigadaa! <3
Anônimo: Uhuuu, hahaha
Caroline Carvalho: Prooooontoo <3

+ 10 comentários.

AVISO IMPORTANTE

2 comentários: | |
Gente, ouve um erro da minha parte em relação a enquete. A personagem principal não vai poder ser a Miley e nem a Caitlin. A Miley já é da IB da Liny e a Caitlin já está na minha IB, então não pode ser nenhuma das duas. Por conta disso eu mudei a enquete e deixei apenas duas opções: Barbara Palvin e Ariana Grande. Votem na favorita de vocês e mais uma vez me desculpem :s

FELIZ PÁSCOA!

California Sky: Capítulo 33 - Officially

8 comentários: | |
"What makes you so beautiful, is you don't know how beautiful you are, to me"



Santa Monica - California, segunda-feira, 7:40PM [roupa do Justin]
Não era uma festa grande, havia poucas pessoas ali e eu conhecia todas. Acho que não chegava a ter nem 40 pessoas.
Assim que nós entramos - de mãos dadas - minha mãe e Pattie vieram até nós.
Sandy: Oi queridos, onde estavam? - Ela disse passando o braço pelos meus ombros.
Sophie: Eu estava andando por aí e o Justin foi me procurar.
Pattie: Gostou da festa? Foi ideia dos seus pais. - Disse e bebeu alguma coisa que tinha no copo vermelho que ela segurava.
Sophie: Sim! Eu nem imaginava que vocês iam fazer isso, me enganaram muito bem. - Eles riram.
Sandy: Pattie, vamos ver quando vai ser aquilo. - Ela disse piscando para Pattie. Justin riu. Eles estavam me escondendo mais alguma coisa.
Pattie: Ah sim, aquilo... Vamos lá! Divirtam-se. - Ela disse e saiu atrás da minha mãe.
Sophie: O que é "aquilo"? - Perguntei pro Justin, que apenas riu.
Justin: Não faço a mínima ideia, amor. Vamos dançar. - Disse me puxando. Olhei desconfiada pra ele e ele piscou pra mim. Decidi deixar pra lá, uma hora eu ia descobrir.
Justin me puxou para onde umas pessoas dançavam e nós começamos a dançar ao som de Titanium do David Guetta. Comecei a dançar no ritmo da música e Justin segurou na minha cintura, fazendo nossos corpos se chocarem e eu sentir o membro de Justin encostando em mim. Me afastei um pouco dele e virei de frente pra ele, que estava tímido.
Sophie: Que safadeza é essa, Biebs? - Perguntei fazendo ele dar uma risadinha sem-graça.
Justin: Desculpa, não deu pra controlar. - Disse timidamente. Nunca imaginei que veria o Justin tímido.
Sophie: Vamos beber alguma coisa. - Disso sorrindo e ele assentiu.
Justin: Eu vou no banheiro antes. Já volto. - Me deu um selinho e saiu correndo com a mão na frente do pênis. Ri com isso, mas também corei. Justin tinha ficado excitado comigo. Com certeza deve ter ido resolver o problema no banheiro, mas afastei esses pensamentos. É constrangedor.
Fui até a cozinha e vi meu pai pegando uma cerveja.
Sophie: Pai! - Gritei e ele deu um pulo, me fazendo rir alto.
Paul: Quer fazer seu pai ter um infarto é? - Disse e eu ri. Fui até ele e lhe dei um abraço.
Sophie: Porque planejou isso tudo e não me disse nada? - Perguntei de braços cruzados, fingindo estar chateada.
Paul: Não foi eu, foi o Justin. Ele disse que precisava muito fazer isso. - Disse bebendo a cerveja.
Sophie: Interessante... - Peguei uma coca-cola na geladeira e a abri.
Paul: Vou procurar sua mãe. Beijo. - Disse e saiu da cozinha. Fui para a sala e sentei no sofá que estava no canto e continuei a beber minha Coca. Justin apareceu depois e agora não tinha mais aquela ereção acompanhando ele. Me segurei pra não rir disso.
Justin: Voltei, shawty. - Ele me deu um selinho e sentou do meu lado.
Sophie: Resolveu o problema?
Justin: Para com isso, tá me deixando com vergonha. - Ri.
Sophie: Ok, parei.
Justin: Cadê seus irmãos?
Sophie: Sei lá, devem estar se agarrando com as namoradas.
Justin: Bem que a gente podia fazer isso também né? - Ele disse me beijando enquanto ríamos. Justin me puxou pela cintura colando mais nossos corpos, mas uma tosse falsa fez a gente se afastar. Era meu pai e quando a gente viu ele parado com os braços cruzados nos olhando, coramos fortemente. As bochechas de Justin ficaram muito vermelhas, mas acho que as minhas não estavam diferentes.
Paul: Não precisa tanto né?
Justin: De-desculpa. - Disse gaguejando. Senti vontade de rir, mas me controlei.
Paul: Tá, tá. - Disse abaixando os braços. - Justin, acho melhor você fazer aquilo logo porque já são 9:20 e amanhã a Sophie tem aula. - Olhou rapidamente o relógio de pulso e voltou a nos encarar.
Sophie: Fazer o que?
Justin: Vem comigo. - Ele disse me puxando pela mão para a frente do palco, onde tinha 2 banquinhos que não estavam lá antes. Justin me deixou parada ali e subiu no palco.
Justin: Ér, oi gente. - Disse e todos pararam o que estavam fazendo para olhá-lo. - Preciso da atenção de vocês. Acho que todos já devem saber o motivo disso tudo né? - Ele disse e várias pessoas começaram a sussurrar. - Eu gostaria de cantar uma música pra Sophie. - Disse sorrindo. Olhei confusa para as pessoas que estavam do meu lado - Alfredo, Ryan G, Matthew e Mandy - e Ryan me empurrou até a escada do palco. Subi e Justin me fez sentar em um dos banquinhos, enquanto ele sentou no outro do meu lado.
Justin: Mas antes de cantar... - Ele colocou a mão no bolso e ia tirar algo de lá, mas pareceu lembrar de alguma coisa e permaneceu com ela lá. - Paul, antes de fazer isso, eu queria saber se você deixa eu namorar a Sophie. - Justin disse tímido e todos gritaram um "awwwwn" em coro. Justin e eu sorrimos.
Paul: Se você prometer nunca mais fazer ela sofrer. - Meu pai disse.
Justin: Eu prometo.
Paul: Vá em frente então. - Disse e Justin sorriu, não tão tímido quanto antes. Eu continuava do mesmo jeito: vermelha, tremendo, suando frio, com borboletas no estômago e coração disparado. Ainda não estava acreditando que ele ia fazer isso em cima de um palco para todos verem.
Justin ajoelhou à minha frente e só então tirou uma caixinha de veludo roxo do bolso.
Justin: Então, shawty. Eu não sei como começar isso, então vou dizer o que vier à mente. Se ficar embolado não me bate. - Disse e eu ri, assim como todos os outros. - Ok, vamos lá. - Ele suspirou. Parecia pensar no que dizer. - Lembra quando a gente se conheceu na praia? - Assenti. - Eu achei que você ia me agarrar e gritar, mas não foi bem isso. Você só faltou me bater e até hoje eu não sei porque. - Ri. - E depois você me atropelou de skate, aí eu te chamei pra tomar sorvete e você recusou. - Sorri. Ele lembrava de tudo. - Foram coisas assim que me fizeram ver que você era especial e que não se importava com o fato de eu ser famoso. Você não está nem aí se eu sou o Justin Bieber, você me trata como uma pessoa comum e eu quero te agradecer por isso. Agradecer por você ter aparecido na minha vida e feito de mim uma pessoa melhor. Me desculpa por todas as vezes que eu te fiz chorar, não era a minha intenção, eu nunca quis fazer você derramar uma lágrima sequer. Me desculpa se te fiz sofrer, me desculpa por tudo. O que eu mais quero é ficar do seu lado, fazer você rir e ouvir sua risada que é como música para os meus ouvidos. Quero te abraçar quando estiver triste e dizer que tudo vai ficar bem. Quero sentir teu beijo, teu abraço, quero poder compartilhar cada momento com você, quero você para me dar boa noite, quero você para dormir comigo. Te quero. Mais que tudo, mais que o mundo. Pode parecer clichê, mas é essa a verdade. Eu preciso de você ao meu lado. Por favor, aceita namorar comigo, shawty? - Justin disse e abriu a caixinha, revelando o anel mais lindo que eu já tinha visto. Sem exageros, era realmente lindo.
Sequei uma lágrima que insistiu em cair. É, eu estava chorando por um garoto. De felicidade. Nunca achei que isso aconteceria.
Sophie: Eu... eu aceito. - Disse sorrindo. Ele sorriu também e pegou minha mão. Colocou o anel no meu dedo e então selou nossos lábios em um longo selinho. Ainda sentia minhas bochechas vermelhas e a timidez ainda não tinha passado.
Justin me puxou pela mão e me fez sentar novamente em um dos banquinhos. Sentou na minha frente, pegou um violão e puxou o microfone para perto dele. 
Então seus dedos começaram a dedilhar as cordas e sua voz suave ecoou pela casa. Eu conhecia aquela música, ontem quando eu estava pesquisando sobre Justin eu ouvi ela. Se eu não me engano o nome é Die In Your Arms.
Não conseguia fixar meu olhar em mais nada que não fosse os olhos de Justin. Eles tinham um brilho especial, diferente dos que eu estava acostumada a ver. Brilhavam muito mais do que o normal.

[...]

Justin: Agora somos oficialmente namorados. - Disse sorrindo e me deu um selinho. Estávamos sentados no sofá e eu apoiei a cabeça no ombro de Justin.
Sophie: Obrigada. - Disse observando nossas mãos entrelaçadas e o anel no meu dedo.
Justin: Pelo que?
Sophie: Por entrar na minha vida e me fazer feliz. - Disse sorrindo. Ele sorriu também.
Justin: Eu que agradeço. - Disse e mais uma vez nós juntamos nossos lábios, dessa vez sem sermos interrompidos.

3 meses depois...
Santa Monica - Califórnia, sexta-feira, 8:00PM
3 meses haviam se passado. Estávamos em novembro, inverno aqui nos Estados Unidos. Justin estava viajando em uma mini-turnê já se faziam 3 semanas e ele voltaria hoje para cá, aliás ele já deve estar chegando.
Estava vendo meu twitter. As Beliebers estavam mais acostumadas com o nosso namoro, então só surgia um ou outro tweet me xingando, mas eu tentava ignorar. Com o tempo elas se acostumariam.
Ouvi alguém bater na porta e mandei entrar. Era Justin e ele carregava uma enorme mala com ele.
Sophie: Jay! - Disse feliz e pulei em cima dele, que quase se desequilibrou e caiu no chão comigo.
Justin: Hey shawty. - Disse ele selando nossos lábios com urgência. Parecia sentir tanta falta quanto eu.
Sophie: Estava com saudades. - Disse fazendo beicinho e ele mordeu meu lábio inferior.
Justin: Também estava. - Me deu mais um selinho. - Mas agora estou de férias até a metade de janeiro e tenho uma surpresa. - Disse se afastando de mim e puxando a mala que estava parada na porta.
Sophie: Mais surpresas? - Disse observando ele colocar - com dificuldade - a mala em cima da cama.
Justin: Sim. - Sorriu. Ele abriu a mala e tirou um envelope de dentro. - Abre. - Disse e o olhei confusa, mas fiz o que ele pediu. Quando abri senti uma felicidade enorme tomar conta do meu corpo.
Sophie: Canadá?! - Perguntei quase gritando.
Justin: Sim, vamos passar o Natal lá, se você quiser, claro. - Disse sorrindo.
Sophie: Mas é claro que eu quero! - Pulei em cima dele de novo e ele riu.
Justin: Calma, ainda tem mais. - Me colocou no chão e pegou outro envelope dentro da mala.
Sophie: Ai Justin, acho que não vou aguentar tantas emoções. - Disse pegando o envelope e ele riu de novo.
Abri e de novo quase tive um surto de felicidade.
Sophie: OMG! Disney! - Dentro do envelope estavam os ingressos dos parques e a passagem de avião de Toronto para Flórida.
Justin: Sim, para o Ano Novo. - O abracei e distribuí beijos por todo o seu rosto.
Sophie: Muito, muito, muito obrigada!
Justin: Não precisa agradecer. - Disse. - Mas eu quero meu prêmio. - Sorriu malicioso e me beijou, me empurrando em direção a cama. Bem, aí vocês sabem o que aconteceu né. E não, eu não sou mais virgem, se quer saber eu perdi dois dias antes do Justin viajar pra essa mini-turnê e não, não tem ninguém em casa nesse momento.


Liiiiiiiiiiindas, olha eu aqui de novo \o/
Adiantei bastante coisa nesse capítulo, mas é que o próximo vai ser o último #xatiada
Sobre a parte hot, eu não escrevi porque não gosto e também porque sou péssima com essas partes.
O próximo capítulo já vai ser eles no Canadá ^^
Enfim, o que acharam? Me digam nos comentários :)
Respondendo os comentários:
Amanda Correa Leite Rosa: Ok amr ^^  Obrigada por comentar.
Midi dos Santos: Sim, Jus10 é um perfeito u.u  E eu n-ã-o sou diva. Bjs ;*
Pequena do Justin: Fico feliz que tenha gostado, diva :D
Evellyn: Obrigada por comentar e já postei u_u
Fernanda de Mello: Obrigada :D
Stella: Awn, muito obrigada fofa e eu não sou diva :)
Ana Carolina: Sou diva não :s
Beatriz R: Muito obrigada xará :D
Anônimo: O próximo é o último :c
Fiquei muito triste pq só teve 9 comentários :c
#bolada
Até o próximo capítulo gente e não esqueçam de falar comigo pelo ask :D


OBS: VOTEM NA NOVA ENQUETE PRA ESCOLHER A PERSONAGEM PRINCIPAL DA MINHA NOVA IB.

30/03/2013

1º Capítulo - Vegas Girl: Die Young.

17 comentários: | |
(Avisos importantes + Divulgação + Resposta pros comentários no final do post)

Tumblr_mkhqsqtkz41rlif4no4_400_large

Lindsay narrando:

James: Onde a senhorita pensa que vai? - Me parou no meio da escada
Eu: Hm, hoje é quinta, 21h, eu vou pra uma festa, oras. - Tentei desviar dele e descer os poucos degraus que faltavam, mas não consegui.
James: Você vai com quem?
Eu: Pai, por favor, vai! Você nunca se importou, nem vem dar chilique agora. - Revirei os olhos e ele me deu passagem.
James: Mas você precisa ir vestida assim? - Me mediu da cabeça aos pés.
Eu: Preciso. - Peguei a chave do meu carro que estava jogada na mesa de centro da sala e fui até a porta. - Tchau! - Gritei e sai antes que ele pudesse responder. Logo que sentei no banco do carro, meu celular começou a tocar.


Ligação mode on.
Eu: Alô? - Atendi sem olhar pro visor enquanto dava partida no carro.
xxx: E aí, onde cê ta?
Eu: Ah, Ryan. To chegando!
Ryan: Tá, tá. Tchau.
Ligação mode off.

Joguei meu celular em cima do banco de passageiro junto com a minha bolsa e sai de pressa em direção a casa do Ryan, pois hoje eu daria carona pra ele já que sua carteira foi suspensa.
A festa de hoje seria na casa da Thamy, uma menina do WE. Nunca conversamos muito, mas ela me chamou, então eu vou. Provavelmente todo o colégio estaria lá, já que a garota não era nem "brega", nem "descolada". Ela andava com todo mundo, sem panelinhas.
... Em 15 minutos cheguei na casa do Ryan, ele me esperava do lado de fora já.


Ryan: Finalmente hein? - Disse entrando no carro
Eu: Não reclama, vai. - Dei partida
Ryan: Vamos logo. - Pegou um cigarro e o isqueiro no porta-luvas do meu carro e acendeu 
Eu: Tá fácil assim?
Ryan: Sempre foi. - Apertou minha coxa com sua mão esquerda enquanto segurava o cigarro entre os dedos da mão direita. Não respondi, aumentei o som e fui cantando como se ele não estivesse lá, até chegar na festa. Estacionei e peguei um cigarro de maconha pra mim, saímos do carro e entramos.
Thamy: Que bom que vocês vieram. - Me abraçou empolgada.
Eu: Onde eu pego os drinks? - Rimos e ela apontou uma bancada com uns barmans, fui até lá enquanto ela conversava com o Ryan. - Quero um sex on the beach, bem doce.
Barman: Deixa comigo! - Falou enquanto se virava para preparar e eu me ajeitava no banco em frente a bancada, onde tinha 3 garotos e 2 garotas sentados também.
xxx: Licença, você pediu um sex on the beach né? - Um garoto, até que bonito me abordou. Parecia conhecido.
Eu: É, por que?
xxx: O que tem nele?
Eu: Hm, vodka, suco de cranberry, suco de laranja e aguardente de pêssego, por que? - Estranhei a pergunta.
xxx: Ah, nada, vou pedir um pra mim. Muito obrigado.
Eu: De nada. - Me virei novamente e o drink já estava pronto. Peguei o copo e me levantei, indo até a pista de dança, onde Ryan estava com Jane e Lucy, minhas melhores amigas.
Lucy: Amiga! Você ta linda!
Eu: Você também Lucy. - Sorri e comecei a dançar com ela, pois Jane tinha saído com o Ryan, provavelmente iam se pegar.
Lucy: Amiga olha aquele menino que gato! - Apontou e eu fiquei procurando, até que percebi que era o menino que tinha me perguntado sobre o drink. - Sabe quem é ele?
Eu: Não, quem?
Lucy: Jason McCann Bieber.
Eu: O nerd? - Perguntei assustada
Lucy: Ele mesmo.
Eu: Cara que gato!
Lucy: Dá um trago! - Tirou o cigarro da minha mão, dei um gole no meu drink e fiquei fitando o Jason. Cara, dentro da escola ele é muito diferente!
Eu: Já volto. - Pisquei pra Lucy e sai andando em direção ao garoto. Ele estava encostado numa parede com um copo de whisky. - Oi Jason. - Sorri e encostei do lado dele
Jason: Não acredito que você ta falando comigo! - Me respondeu um tanto quanto desconfiado.
Eu: Algum problema? - Sorri sínica. Eu jamais falaria com ele na escola, por exemplo. Ele era um nerd.
Jason: Eu não sou um nerd, feio, desconhecido? Por que você ta aqui? - Olhei assustada pois parecia que ele tava lendo meus pensamentos.
Eu: Relaxa gato. - Segurei a gola da sua polo, colando nossos corpos.
Jason: Você é rápida.
Eu: Não brinco em serviço. - Ri ironicamente e selei nossos lábios num movimento rápido e brusco. A língua dele pediu passagem e eu cedi, ele segurava em minha cintura e nossas línguas dançavam em perfeita sintonia, até que a falta de ar surgiu. Pra um nerd, até que ele beijava bem.
Jason: Quer ir pra minha casa?
Eu: Não ta querendo muito?
Jason: Um pouco. Até que pra uma garota fútil, você beija bem.
Eu: Até que pra um nerd, você é bem atrevido. - Rocei meus lábios na bochecha dele
Jason: É, eu sou.
Eu: Não tem medo de morrer?
Jason: Talvez.
Eu: Ótimo, toma cuidado. - Ri e sai andando, de volta pra pista de dança.
Lucy: Pegou?
Eu: Óbvio.
Lucy: Você é foda.
Eu: Eu sei. - Rimos e fomos dançar, estava tocando Ke$ha, Die Young, e a letra fazia o maior sentido. Tudo o que eu queria era dançar.

Quando deu 3h, levei Ryan, Lucy e Jane pra casa e fui pra minha. Óbvio que meu pai e a vaca da minha madrasta não estavam. Tomei um banho e me joguei na cama, dormi super rápido pois estava exausta.


Personagens novos, IB nova, capítulo novo! hahaha.
O que acharam? Me contem nos comentários!
Lembrando que essa IB não tem NADA VÊ com a IB 7 Things (ultimo capítulo aqui).
E pra quem não leu a "Sinopse" de Vegas Girl, clica aqui.

E, se vocês quiserem falar comigo, me sigam no twitter pessoal ou no twitter do fc (porém não uso muito), se vocês preferirem podem me adicionar no facebook ou mandar ask. 
(Como eu sou muito legal, todo mundo que pedir, eu sigo de volta no twitter e aceito geral no facebook, mas falem comigo! haha)

Aviso: Na outra IB, eu postava mesmo se não tivesse os comentários que havia pedido mas nessa IB eu NÃO vou fazer isso, pois a unica coisa que peço é pra vocês comentarem, enquanto as vezes deixo de estudar pra prova pra poder postar aqui! Então se não tiver tantos comentários, não vai ter capítulo novo.

Divulgando:

http://biebercometrue.blogspot.com.br/

Comentários:

@minadobiebs: Pronto! :)
Evellyn: 7 Things acabou! :/ eu não ia conseguir postar 2 ao mesmo tempo e já tava sem criatividade pra 7 things!
natasha: hahaha, pois é
Stella: Acabou hoje!
Jennifer Piuma: Haha, ta ai!
@dopesjb @callgnbieber: Simm! Haha, ta aí!
Lindsay Bieber: Eu também gosto hahaha, espero que goste! bjão
Beatriz R: Espero que goste! <3
Pequena do Justin: Caaalma! hahaha, espero que goste!!



+ 6 comentários.

7 Things: Believe in Your Dreams. - The End.

7 comentários: | |
(Aviso no final do capítulo)


4 anos depois.

Juliana narrando:

Aqui estou, com 20 anos e 4 meses! Viva eu?!?!?!
As novidades? Bom, eu e Justin estamos morando no Brasil desde o ultimo show dele por aqui a 4 anos atrás, pela Believe Tour. Ele se encantou com o lugar e resolveu ficar.
Estamos morando em Cotia - SP num condomínio imenso onde a maioria é "famoso" e isso é legal pois nossos vizinhos nos entendem quanto a "privacidade" e essas coisas. Nossa casa é em frente a casa dos meus pais que estão na Australia gravando um filme.
Meu irmão se casou e também veio morar no Brasil. Pattie se casou novamente com Jeremy, e Jazzy e Jaxon adoram ela. 

Ahhh, sobre a carreira do Justin!? Ele continua cantando e tudo mais, a Bieber Fever continua forte, graças a Deus. Digamos que eu, o Justin e as Beliebers somos um triângulo amoroso!
Eu e meu amor noivamos ano passado e nos casamos a 2 anos atrás. Foi perfeito. E o nosso casamento foi transmitido ao vivo no canal da Globo, legal né?! 
Aliás, sinto falta de trabalhar pra Victoria's Secret, mas foi só uma fase.

Quanto a filhos, temos 2, gêmeos de 2 anos. Sim, eu casei grávida!

A Kimberlly:


O Dereck: 



Os dois são muito bagunceiros e escandalosos. Gritam e choram por tudo! E eles se provocam o tempo inteirinho. Posso até dizer que eles tem o mesmo gênio do Justin porque cara, eu não sou e nunca fui bagunceira como eles são!

(.....)

Justin: Amor, me fala coisas que você odeia em mim? - Disse olhando o céu estrelado deitado na espreguiçadeira enquanto Kim e De brincavam na piscina mais rasa que tinha em casa.
Eu: Posso cantar?
Justin: Você canta mal.
Eu: Idiota! Pega o violão pra mim?
Justin: Vai fazer na hora?
Eu: Vou.
Justin: Tá, ja volto. - Levantou e entrou em casa pra pegar o violão e eu continuei me sentei na espreguiçadeira olhando as crianças. - Pronto. - Me entregou o violão, eu o posicionei na minha perna, Justin pegou Kim e o De, colocou eles sentados na espreguiçadeira e se sentou também, então eu comecei a cantar uma música que eu havia escrito a 3 anos atrás, mas nunca tinha contado pro Justin.

I probably shouldn't say this
Eu provavelmente não deveria dizer isso
But at times you get so scared
Mas as vezes eu fico muito assustada
When I think about the previous
Quando eu penso sobre o ultimo
Relationship we shared
Relacionamento que tivemos.

It was awesome but we lost it
Foi incrível mas nós o perdemos
It's not possible for me not to care
Não é possível pra mim não se importar
And now we're standing in the rain
E agora nós estamos parados na chuva
But nothing's ever gonna change
Mas nada vai ao menos mudar
Until you hear, my dear.
Até você ouvir, querido.

The seven things I hate about you
As sete coisas que eu odeio sobre você
The seven things I hate about you
As sete coisas que eu odeio sobre você
Oh you...
Oh, você.

You're vain, your games, you're insecure
Você é vaidoso, seus jogos, você é inseguro
You love me and you like her
Você me ama e gosta dela.
You make me laugh, you make me cry
Você me faz rir, você me faz chorar
I don't know which side to buy
Eu não sei que lado comprar.

Your friends, they're jerks
Seus amigos, aqueles idiotas
When you act like them, just know it hurts.
Quando você age como eles, só sei que machuca.
I wanna be with the one I know
Eu quero estar com o que eu conheço.

And the seventh thing
E a sétima coisa
I hate the most that you do:
que eu mais odeio que você faz
You make me love you
Você me faz te amar.

(....)

And compared to all the great things
E comparado com todas as coisas boas
That would take too long to write
Que demorariam muito tempo para serem escritas
I probably should mention the seven that I like
Eu provavelmente devo mencionar as sete que eu gosto..

The seven things I like about you
As sete coisas que eu gosto sobre você

Your hair, your eyes, your old Levi's
Seu cabelo, seus olhos, seu Levi's velho
When we kiss I'm hypnotized
Quando nos beijamos eu fico hipnotizada
You make me laugh, you make me cry
Você me faz rir, você me faz chorar
But I guess that's both I'll have to buy
Mas eu acho que ambos vou ter que comprar

Your hand in mine when we intertwine
Sua mão na minha quando nos entrelaçamos
Everything is alright
Tudo fica bem

I wanna be with the one I know
Eu quero estar com o que eu conheço.

And the seventh thing
E a sétima coisa
I like the most that you do:
que eu mais odeio que você faz:
You make me love you
Você me faz te amar.


Kim: Lindo mamãe! - Pulou no meu colo assim que coloquei o violão no chão, Justin só sorria.
Eu: Filha, cê ta toda molhada! - Rimos - Vamos pro banho?
De-Kim: Siiiiimm! - Falaram todo empolgadinhos, lindos. Levantei, enrolei a Kim e o De numa toalha, peguei eles no colo e o Justin pegou o violão pra guardar, entramos em casa e eu fui direto pro banheiro do quarto da Kim com eles.
Justin: Vai dar banho nos dois?
Eu: Não, da banho no Dé?
Dé: Ebaaa, papai!! - Correu pros braços do Justin e eles sairam, eu fiquei dando banho na Kim, depois coloquei um pijaminha nela e fomos pro meu quarto, Justin já estava lá com o Dereck, conversando sentados na cama. Coloquei a Kim sentada na minha cama com eles e peguei o notebook, resolvi entrar no twitter pra falar algumas coisas.

@JuAlbuquerq: @KimABieber @DereckABieber @JustinBieber vocês são tudo pra mim! <3 #family #love

@JuAlbuquerq: No começo de tudo isso, eu era só uma menina, fã, com um sonho: Conhecer meu ídolo. Sempre me oprimiram, me zoando só porque eu era apaixonada por uma pessoa que nem sabia da minha existência, que esse meu sonho era bobeira, mas posso dizer uma coisa? Eles não sabem de nada. Uma das coisas que eu aprendi com esse ídolo foi: Nunca Diga Nunca e Acredite. E essas são coisas que eu vou levar pro resto da minha vida! Hoje, sou casada e tenho 2 filhos com um homem por quem eu tinha um amor platônico. Então, tudo o que eu quero dizer é: Acredite e siga seus sonhos, se você quiser, eles vão se realizar. É isso! <3



Justin: O nosso amor é pra sempre.
Eu: Daqui até a eternidade.
Justin: Nada vai nos separar.
Eu: Tô contigo até o fim.
A/c/a/b/o/u e eu chorei! UAUHA
Resolvi postar mesmo sem os 15 comentários, só porque sou muito boazinha mesmo.

Chorei escrevendo esse ultimo textinho, sobre acreditar nos sonhos etc. E sim, foi uma "indireta" pra todas vocês, beliebers, que tem um sonho! :)

Desculpa se não foi o que vocês esperavam e tal :/ a próxima vai ser melhor, I promise! haha.
Obrigada por quem acompanhou essa IB! Vocês são as melhores, sério! <3

Aliás, vocês leram a "sinopse" de Vegas Girl? Não? Então clica aqui.
Respondi os comentários do capítulo anterior aqui.
Espero que vocês acompanhem e curtam Vegas Girl! =)

Conversem comigo:






2 comentários: | |
Oi gente, to esperando comentários em California Sky. Beijos

California Sky: Capítulo 32 - Surprise

Vegas Girl: Personagens.

10 comentários: | |


Personagens:
  • Lindsay Victoria Campbell: 17 anos, conhecida como a "menina má" da escola Whitney Elementary onde estuda a 3 anos. Apelidada por Lilo, é uma das garotas mais populares e mais cobiçadas que estuda no WE. Conhece cada canto de Las Vegas, cidade onde nasceu e reside. Não pensa nas consequências antes de agir e palavra "juizo" não existe em seu dicionário. Não se dá muito bem com seu pai, pois o mesmo vive viajando com sua madrasta, Karen.
  • Jason McCann Bieber: 17 anos, nerd, pouco conhecido no colégio WE onde estuda a 4 anos. Mora em Las Vegas com seus pais desde que nasceu mas nunca sai de casa. Tem um ou dois amigos do grupo de ciências da escola. Tímido, sensível e inteligente, ninguém duvida do seu potêncial; é um dos melhores alunos da escola e é muito zoado pelos "descolados".


Já ouviram a história de que, toda patricinha se amarra num vagabundo? Podemos dizer que nessa IB, todo "nerd" se amarra numa garota de Vegas.


Música:


Notas iniciais:

  • Ninguém é famoso nessa IB.
  • O personagem da Lindsay é a Savannah Montano.
  • Vou postar o 1º capítulo só com, pelo menos, 5 comentários.
  • Essa IB vai ser bem diferente de 7 Things, como vocês podem perceber.
  • Quem escreve sou eu, Giovanna.
  • Esses personagens são os principais, os outros eu vou apresentando durante a história.
  • Não recomendo pra menores de 14, mas cada um sabe o que lê.
  • Vocês podem conversar comigo (ou me cobrar capítulos haha) pelas redes sociais: Twitter (pessoal) - Twitter (fc, quase não entro) - Facebook - Ask  

29/03/2013

Um comentário: | |
Oi gente, aqui é a Bia. O Blogger está com algum problema que não está me permitindo salvar a lista de capítulos, então até eles resolverem esse problema a lista vai ficar desatualizada ok?
Vocês ainda podem ver os capítulos ali do lado, no gadget de "Imagines do blog", que é esse aqui:


É só escolherem a IB que querem ler que os capítulos irão aparecer. Também vou deixar os capítulos que foram postados e não estão na lista de capítulos:


Bom, é isso. Até o próximo capítulo de CS ;*