26/06/2012

Um comentário: | |
Shawtys, eu sei que prometi postar, mas eu estou em semana de provas. Tenho prova até terça, então na quarta eu posto. Espero que entendam e por favor, não me abandonem ou esqueçam pois eu vou voltar a postar. Apenas tenham paciência comigo, pois a semana está muito corrida. bjs ;*

21/06/2012

2 comentários: | |
Amoooores, viram que o Austin finalmente conseguiu encontrar o Justin? Tão lindos. Estou muito feliz pelo Austin *-*
Olhem a foto que ele postou no Instagram com a legenda traduzida:

Met my inspiration @justinbieber Finally(: THANK U @ElvisDuran

Tradução: Conheci a minha inspiração @justinbieber Finalmente(: OBRIGADO @ElvisDuran

Os dois como sempre lindos né? haha

Sobre a IB: O próximo capítulo vai ser postado em breve. Estou escrevendo.

18/06/2012

Hate Or Love?: Capítulo 5 - Aceito ou não?

11 comentários: | |
Tumblr_m1vooqggvl1r8t66ho1_500_large


Hoje não estava a fim de ficar vendo eles gravarem, então decidi dar uma volta pelas redondezas, aliás eu estava em Nova York.
Saí do estúdio e caminhei um pouco, até chegar no Central Park. Ali tinha vários casais namorando, algumas famílias com seus filhos e algumas pessoas sentadas embaixo das árvores lendo. Tipica cena nova iorquina.
Sentei em baixo de uma das árvores e decidi ligar para Stephanie.

~ligação on~
Stephanie: Vaaaaca! - Ela gritou no telefone.
Alexa: Steeeephanie sumida. Como tá?
Stephanie: To bem. E como tá aí em NY?
Alexa: Tirando o fato de que eu vejo o Justin todos os dias, tá tudo ótimo.
Stephanie: E ele falou com você?
Alexa: Apenas oi. Mas chega de falar dele. Você não disse que ia vim?
Stephanie: Ia, mas não deu. Tive que fazer alguns trabalhos da escola.
Alexa: Sei como é.
Stephanie: E como tá o pessoal aí?
Alexa: Estão todos ótimos.
Stephanie: E quando vocês voltam?
Alexa: Acho que semana que vem. Greyson tem muita coisa pra fazer aqui.
Stephanie: Ale, vou ter que desligar. Vou no mercado com a minha mãe.
Alexa: Ok bitch. Depois a gente se fala.
Stephanie: Adeus vaca.
~ligação off~

Ri de Stephanie. Guardei o celular na minha bolsa e peguei um livro que sempre carrego. Minha mãe que me deu e eu ainda não tinha terminado de ler. Abri na página que parei e comecei a ler.
xxx: Esse livro é muito bom. - Alguém sentou do meu lado.
Alexa: Sim. Realmente é mui... - Virei para olhar quem era e quase o soquei.
Alexa: O que você tá fazendo aqui? - Disse com o tom de voz alterado e ele riu baixo.
Justin: Estava indo em uma entrevista e vi você sentada aqui.
Alexa: Então toda vez que você me ver vai se aproximar de mim? - Disse tentando voltar a atenção para o livro.
Justin: Pretendo fazer isso. - Ele riu baixo e eu bufei.
Alexa: Acho melhor ir embora logo senão vai se atrasar.
Justin: Ainda falta 2 horas. Eu ia no hotel antes e depois ia me encontrar a Selena.
Alexa: Acho melhor você ir então senão sua namoradinha vai dar chiliques.
Justin: Fecha a boca pra falar da Selena. - Ele olhou sério pra mim.
Alexa: Aff Justin. Me deixa em paz que é o melhor que você faz. - Peguei minha bolsa, levantei e saí andando e saí andando, mas Justin segurou no meu braço, me impedindo.
Justin: O que deu em você heim? - Ele disse olhando nos meus olhos.
Alexa: E você ainda pergunta? Não acha que já me magoou de mais não? - Olhei pra ele, mas não obtive nenhuma resposta. Ele apenas me olhava. - Me solta vai. Tenho que ir pro hotel. - Ele me soltou.
Justin: Quer saber. Vai. Some daqui. Tentei começar nossa amizade de novo, mas você não está nem aí. - Ele virou e foi em direção ao carro, entrando nele e dando a partida em seguida. Voltei para o estúdio, onde Greyson estava conversando sobre música com Alfredo e Daniel e Scooter estavam conversando sobre carreira musical. Estava sobrando ali.


~narrado por Justin B.~
Saí dali o mais rápido possível. Aquela garota ainda mexe comigo e ficar tão próximo dela me fez lembrar do passado. Tenho que me livrar desses pensamentos, aliás já estou chegando no hotel.
O motorista parou na garagem e eu entrei. Minha mãe estava assistindo TV.
Pattie: Oi filho, vai sair?
Justin: Vou sair com a Selena, depois vou em uma entrevista e depois vou voltar pro estúdio. To indo tomar banho. - Dei um beijo na testa dela. Minha mãe bufou. Ela não gosta da Selena, ninguém gosta, mas ela me faz bem. Não sei se a amo de verdade, mas ela me faz feliz. Isso que importa.
Fui para o banheiro e tomei um banho bem quente. Peguei uma roupa simples no closet e me vesti. Apenas uma camisa branca, uma calça preta, um supra azul e um boné da mesma cor. Saí e minha mãe estava cochilando. Dei um beijo na testa dela e saí. Um motorista já me esperava.
~fim da narração de Justin B.~


Já estávamos a algumas horas no estúdio. Saímos apenas para almoçar e comprar doces, mais nada. Alfredo ficava fazendo palhaçadas junto com Greyson nos fazendo rir, mas mesmo assim estava entediante. Scooter estava fazendo uma dancinha estranha quando Justin entra com raiva fazendo um barulho enorme. Ele estava vermelho e pelo que eu o conheço, ele estava com muita raiva mesmo.
Scooter: Hey JB, o que aconteceu? - Justin olhou para todos nós, com uma certa insegurança.
Alfredo: Pode falar Biebs. Só vai ficar entre nós.
Alexa: Se quiser eu saio. - Disse me levantando e indo em direção a porta.
Justin: Não! Pode ficar. - Ele disse e eu me sentei novamente.
Scooter: Desembucha.
Justin: Vou falar porra. - Scooter o fuzilou com o os olhos, mas ele estava tão nervoso que não ligou. - Eu levei a Selena pra jantar em um restaurante caro pra caralho e acredita que ela brigou comigo porque ela não queria comer em nenhum lugar de pobre e depois foi embora. Me deixou plantado lá igual um idiota.
Scooter: JB fica assim não. Mulher tem dia que tá assim mesmo. - Levantei a minha mão e todos me olharam.
Alexa: Posso dar a minha opinião?
Justin: Fala.
Alexa: Jelena é ridiculo. Só serve pra dar fama pra Selena e ela ainda te trata igual um animal. - Todos me olharam chocados. - Que foi? Eu disse alguma mentira? - Ninguém respondeu.
Justin: Vamos gravar a música logo. - Ele saiu dali rapidamente. Com certeza não gostou do que ouviu.
[...]
Foram mais algumas horas dentro daquele estúdio. Saia apenas para ir ao banheiro. Já estava cansada de ficar ali.
xxx: Você realmente acha aquilo? - Justin sentou do meu lado.
Alexa: Sim, e mais um milhão de coisas. - Disse sem tirar atenção do meu celular.
Justin: Que coisas?
Alexa: Quer mesmo que eu fale?
Justin: É melhor não, senão vai ficar horas falando. - Ele riu pelo nariz, me fazendo rir dele pela primeira vez desde que encontrei ele de novo.
Alexa: Não vai voltar a gravar não?
Justin: Deram uma pausa pra descansar. - Dei de ombros e continuei mexendo no celular. Justin estava com a cabeça baixa. Ouvi ele soltar um longo suspiro.
Justin: Ér, Alexa... - Continuei sem olhar pra ele.
Alexa: Que?
Justin: Quer sair comigo? - Ele disse de uma vez só e eu fiquei sem reação.
Alexa: É sério que você ainda tem coragem de me chamar pra sair? - Agora eu o encarava.
Justin: Por favor. Preciso conversar com alguém.
Alexa: Milhares de pessoas querem conversar com você. É só escolher uma.
Justin: Aff Alexa, eu estou pedindo por favor.
Alexa: Tá bom Justin. Vou pensar. - Ele sorriu.
Justin: Obrigada. Vou te ligar mais tarde. - Ele saiu correndo e foi escutar a música, que já estava quase toda gravada.
[...]
Ficamos mais algum tempo ali e voltamos para o hotel. Ainda não conseguia decidir se deveria sair com Justin ou não. Deixaria pra decidir depois.
Peguei uma roupa na minha mala e fui tomar banho. Me despi e entrei no banho. Estava no meio das minhas reflexões sobre o surgimento da vida humana quando o celular tocou. Saí do banho e me enrolei na toalha. Era número desconhecido, mas atendi mesmo assim.


~ligação on~
Alexa: Alô?
xxx: Oi Alexa. É o Justin.
Alexa: Ah, oi.
Justin: E então? Aceita ou não?
Alexa: Aah Justin, eu não sei se devo.
Justin: Por favor Alexa. Eu não quero ficar mal com você. Eu só quero conversar.
Alexa: Tá bom Justin. Eu vou.
Justin: Ótimo. Passo aí em 1 hora.
Alexa: Você nem sabe qual hotel eu to.
Justin: É verdade. - Eu ri e escutei Justin rir baixo.
Alexa: Estou no The Pierre. Sabe onde é?
Justin: Sei não, mas meu motorista deve saber. Daqui a pouco to aí. Até logo.
Alexa: Até.
~ligação off~


Já estava quase desistindo de ter aceitado, mas agora não tem como voltar atrás. Terminei meu banho e fui pegar uma roupa mais adequada. Greyson estava escrevendo algo em um caderno. Provavelmente uma nova música.
Greyson: Vai sair?
Alexa: Sim.
Greyson: Com quem? - Ele arqueou uma sobrancelha.
Alexa: Com o Justin. - Disse baixo, com a esperança de que ele não ouvisse, mas ele ouviu.
Greyson: Tá maluca? Você ainda tem coragem?
Alexa: Eu sei que não devia, mas ele insistiu. Disse que não quer ficar mal comigo e que só quer conversar.
Greyson: Eu acho que você não deveria, mas quem sabe da sua vida é você.
Alexa: Relaxa Grey. Eu sei o que to fazendo. - Ele suspirou alto. Na verdade eu não sabia o que estava fazendo. Sair com um cara que me traiu e não liga pra mais ninguém além dele. 
Terminei de me vestir, arrumei meu cabelo e fiz uma maquiagem mais forte, já que estava à noite.
Fiquei conversando com Greyson enquanto esperava Justin. Logo ele me ligou e disse que estava me esperando na recepção.
Alexa: Greyson, avisa pro Daniel que saí com o Justin ok?
Greyson: Ok.
Peguei o elevador e desci. Cheguei no 1º andar e Justin estava sentado em um sofá, de costas para mim.
Alexa: Justin? - Disse ele se virou.
Justin: Oi Alexa. WOW! Você tá muito gostosa. - Ele disse sem se importar nem um pouco com a palavra que usou e me deu um beijo na bochecha.
Alexa: Vamos?
Justin: Sim. O motorista tá nos esperando lá fora. - Ele me guiou até o carro e abriu a porta pra mim, como se fosse um cavalheiro. Entramos e seguimos o caminho em silêncio até parar em frente a um restaurante de luxo perto da Times Square.


Demorei mas tá aí. Não sei se ficou bom, me digam nos comentários. Se eu escrevi Carly em algum lugar, me desculpem, é que às vezes eu confundo os personagens. haha
 5 comentários pro próximo.


Divulgando: http://imaginekidrauhlswag.blogspot.com.br/
Curtam minha página no Face: clique.
Sigam meu novo tumblr dedicado ao Chris Beadles e ao Austin: clique.

11/06/2012

IB: Little London Girl - Capítulo 37

11 comentários: | |
  


xxx: Aaah, é Carly Miller. - Quatro garotas vieram correndo e gritando até mim, me fazendo assustar.
xxx: Carly, tira uma foto com a gente! - Ela disse gritando. Todas falavam ao mesmo tempo, me fazendo rir.
Carly: Claro. - Levantei e fiquei do lado delas. Elas tiraram a foto com várias máquinas.
xxx: Sua música é muito perfeita Carly. Quando vai lançar outra?
Carly: Muito obrigada. Em breve vou lançar outra. Agora vou fazer a divulgação dessa.
xxx: Sério, você TEM que lançar outra. Sua voz é linda.
Carly: Muito obrigada.
xxx: Espero que você faça muito sucesso e que você e Justin fiquem juntos pra sempre. Ele fica tão feliz quando está com você.
Carly: Muito obrigada meninas. - Sorri e ela saíram gritando. Eu ri e logo vi o carro de Ryan parando em frente a lanchonete. Paguei a conta e entrei no carro.
Ryan: Como foi o photoshoot? - Ele deu a partida, enquanto eu colocava o cinto.
Carly: Foi ótimo. Até que as fotos não ficaram ruins. - Ele riu.
Ryan: Eu falei com Scooter e você já precisa começar a escrever mais músicas.
Carly: É, eu sei. Vou tentar escrever alguma coisa. - Ryan assentiu. Continuamos o resto do caminho em silêncio. Demorou um pouco até Ryan parar em frente a minha casa.
Ryan: Está entregue.
Carly: Obrigada Ryan. - Tirei o cinto.
Ryan: De nada. - Sorri e saí do carro. Entrei em casa e minha mãe não tinha chegado ainda. Ainda eram 18h e minha mãe só chegaria às 20h.
Vi Bob correr na minha direção e assim que ele chegou perto peguei ele no colo.
Carly: Vamos dar um passeio? - Disse a Bob, que latiu em seguida, me fazendo rir. Peguei a coleira dele e coloquei nele.
Saí de casa e vi Austin de longe, jogando basquete sozinho na rua. Fui até lá.
Austin: Carly! - Ele parou de jogar e veio até mim, me abraçando.
Carly: Oi Austin! Está forever alone hoje?
Austin: É. Ninguém quis minha companhia hoje. - Ele disse com a voz manhosa e eu gargalhei.
Carly: Eu quero sua companhia. - Bati de leve no braço dele e ele riu.
Austin: Trouxe a bola de pêlos? - Ele pegou Bob no colo.
Carly: Hey, ele não é uma bola de pêlos. É quase humano. - Ele riu.
Austin: Quer jogar basquete?
Carly: Aham, eu sei jogar basquete muito bem. - Disse em tom de ironia.
Austin: Quer fazer o que então?
Carly: Andar de skate. - Disse e sorri.
Austin: E você sabe andar? - Ele levantou uma sobrancelha.
Carly: Sei um pouco. Eu já caí uma vez e torci o tornozelo, mas se eu não tentar nunca vou conseguir.
Austin: Tem certeza? Você tem skate?
Carly: Sim e sim.
Austin: Ok então. Vou pegar o meu skate.
Carly: E eu vou trocar de roupa. - Disse e caminhei de volta a minha casa. Tirei a coleira de Bob e a guardei.
Carly: Estou te devendo um passeio. - Acariciei a cabeça dele e ele latiu. Subi a escada correndo e peguei uma roupa no meu guarda roupa. Me troquei e fui até a garagem, onde estava meu skate. O peguei e voltei para casa de Austin. Toquei a campainha e ele atendeu.
Austin: Demorou muito rainha do swag. - Ele saiu e fechou a porta.
Carly: Exagerou Austin. - Ele riu.
Austin: Onde nós vamos?
Carly: Apenas andar por aí. - Disse e saí andando de skate na frente. Austin me seguiu.
Austin: Pensei que você era pior. - Ele disse olhando para frente.
Carly: Sou quase o Tony Hawk. - Disse e ele riu. Andamos mais um pouco e então senti um flash na nossa direção. Parei de andar e olhei ao redor, pra ver se encontrava quem tirou a foto.
Austin: Que foi? - Ele parou do meu lado.
Carly: Alguém está tirando fotos de nós.
Austin: Aff, nós nem somos tão famosos e ele ficam tirando foto. Imagine com as pessoas realmente famosas.
Carly: É, eles não dão paz.
Austin: EI VOCÊ QUE ESTÁ FOTOGRAFANDO, ESTÁ INCOMODANDO! DÁ PRA PARAR? - Austin gritou e nós rimos.
Carly: Vamos voltar antes que eles inventem alguma mentira sobre nós. - Disse e andei de volta pra casa. Austin vinha do meu lado e no caminho vinha fazendo palhaçadas.
Carly: Vamos lá pra casa? - Disse enquanto entrávamos na nossa rua.
Austin: Fazer o que lá? - Ele me lançou um olhar malicioso.
Carly: Austin seu imbecil! Quero só conversar e fazer um lanche. - O repreendi e ele riu.
Austin: Sim, pode ser. - Ele deu de ombros e continuamos o caminho em silêncio. Paramos em frente a minha casa e entramos. Deixamos o skate na sala e fomos para o meu quarto.
Austin: E como foi o photoshoot? - Ele disse mexendo em alguns bonequinhos que estavam na minha escrivaninha.
Carly: Agora que você me pergunta isso sr. Mahone? - Liguei o notebook e coloquei em cima da escrivaninha. Depois prendi meu cabelo em um coque mal feito.
Austin: É que eu só lembrei agora. Foi mal.
Carly: Foi melhor do que eu pensava. Até que as fotos não ficaram tão ruins igual eu pensei que iam ficar.
Austin: Devem ter ficado lindas e você tá aí colocando defeito. - Ele revirou os olhos e eu ri. Entrei no meu email e Carlos tinha mandado 7 fotos.
Carly: Chegou algumas fotos aqui. Quer ver?
Austin: Claro. - Ele ficou em pé do meu lado, olhando as fotos.
[...]
Austin: Você ficou muito engraçada nessa foto. - Ele disse rindo sem parar. Já estava até ficando vermelho.
Carly: Você deveria me incentivar e não ficar rindo de mim. - Fiz bico.
Austin: Ok, ok. Vou segurar o riso. - Ele foi parando aos poucos, mas de vez em quando soltava umas gargalhadas.
Carly: Agora chega de analisar minha beleza. Vamos comer alguma coisa. - Disse puxando ele.
Austin: Hey, era só chamar. Não precisava arrastar não. - Eu ri e soltei ele. Fomos até a cozinha e eu peguei um bolo de chocolate que estava na geladeira e coca-cola. Nos servimos e sentamos à mesa.
Austin: Acho que vou me mudar. - Ele disse enquanto comia.
Carly: Que? Tá louco? Você não pode mudar e me deixar. - Ele sorriu.
Austin: Não vou te deixar. Vou mudar para uma casa maior aqui nessa rua.
Carly: Ufa. Achei que ia perder meu amigo.
Austin: Jamais. - Nós sorrimos.


~narrado por Justin B.~
Hoje foi mais um dia de trabalho aqui no Texas, mas finalmente acabou por hoje. Agora é só descansar. Entrei correndo no hotel e fui direto pro meu quarto. Entrei no banheiro e tomei um banho bem rápido. Vesti uma bermuda, sequei meu cabelo, escovei o dente e me joguei na cama. 
Escutei um barulho alto e me assustei, mas comecei a rir assim que percebi que foi minha barriga que fez isso. Fui me arrastando pela cama até chegar perto do criado mudo, onde estava meu iPhone. Liguei para Kenny e pedi para ele trazer algo pra mim comer. Assim que desliguei ouvi alguém bater na porta.
Justin: Hoje ninguém quer me deixar descansar né? - Resmunguei enquanto ia abrir a porta. Era Scooter, que saiu entrando sem nem pedir permissão.
Justin: Oi Scooter, pode entrar. Você será muito bem vindo aqui. - Fechei a porta e ele riu. Me joguei na cama novamente.
Scooter: Chegaram os convites para a festa da Vanity Fair. - Ele me entregou um envelope branco.
Justin: E quantos vieram? - Disse abrindo o envelope, onde estava escrito Justin Bieber com uma letra bem formal.
Scooter: Vieram 7, mas 4 já se foram.
Justin: Se foi pra quem?
Scooter: Alfredo, eu, Carin e Kenny. - Dei de ombros e tirei os convites de dentro do envelope. Eram 3.
Scooter: 1 é pra você. Escolhe as 2 pessoas que você vai convidar. Agora vou sair com a Carin. Tchau. - Ele saiu do quarto, mas antes quase esbarrou em Kenny, que entrava com meu lanche do Subway.
Kenny: Ta aí seu lanche JB. Vai precisar de mais alguma coisa? - Ele colocou a sacola em cima da mesa.
Justin: Não. Pode ir se divertir. - Acenei pra ele, que riu, mostrando seu dentes super brancos. Ele saiu do quarto. Coloquei uma camisa, um tênis e fui até o quarto da minha mãe. Bati na porta e ela mandou eu entrar.
Pattie: Oi filho. Deita aqui. - Ela bateu na cama e eu deitei do lado dela.
Justin: Mãe, os convites para a festa da Vanity Fair chegaram. Toma um pra senhora. - Entreguei um dos convites à ela.
Pattie: Pensei que não ia me convidar. - Ela disse fazendo cafuné em mim e sorrindo.
Justin: Faço questão que vá e chegue junto comigo. - Sorri e ela sorriu também. Adorava ver ela sorrindo. Ficava mais linda do que já é.
Pattie: E pra quem vai dar o outro convite?
Justin: Pra Carly. Ela vai ficar muito feliz. - Sorri pensando nela quando souber que vai comigo na festa.
Pattie: Meu bebe está mesmo apaixonado né?
Justin: Muito. - Sorri e ela acariciou minha cabeça.
Pattie: Ela me parece ser uma ótima garota.
Justin: Ela é. - Sorri e dei um beijo na bochecha dela.
Justin: Mãe, vou descansar um pouco. - Levantei.
Pattie: Ok. Não vai dormir tarde porque amanhã você está com a agenda cheia.
Justin: Tudo bem. Ér, mãe.. - Passei a mão no cabelo.
Pattie: Que?
Justin: Tem como a senhora comprar um vestido pra Carly? Não sou bom nisso. - Sorri meio timido.
Pattie: Claro Biebs. Amanhã eu compro ok?
Justin: Ok. Muito obrigado. - Mandei um beijo pra ela e saí correndo pro meu quarto.
Tirei o tênis, a camisa e joguei-os em cima de uma poltrona, depois me joguei na cama. Peguei meu notebook e fiquei respondendo fãs.
~fim da narração de Justin B.~


Eu e Austin ficamos o resto do dia nos divertindo, igual duas crianças. Austin foi embora lá pelas 20h e eu fui fazer minha lição. Depois tomei um banho e coloquei uma roupa confortável. Penteei meu cabelo e fui receber minha mãe, que tinha acabado de chegar. Dei um beijo na bochecha dela e a segui até a cozinha.
Lauren: Me conta tudo. - Ela disse enquanto pegava alguns 2 copos.
Carly: Ryan veio me buscar, fomos pra lá e me maquiaram. Tiramos várias fotos com um vestido lindo e quando terminou fui em uma lanchonete. Quando estava saindo quatro garotas vieram pedir pra tirar foto e só. - Sorri e minha mãe me olhou assustada.
Lauren: Como consegue falar tão rápido? - Eu ri.
Carly: Você entendeu né?
Lauren: Entendi e estou muito feliz por você. - Ela me abraçou.
Carly: Vai fazer o que pra janta?
Lauren: To com preguiça de fazer, então comprei hamburguers e refrigerante.
Carly: Ótimo. - Me sentei à mesa e minha mãe colocou os hamburguers na mesa.
Nós comemos enquanto conversávamos e depois eu fui para o meu quarto. Liguei o notebook e entrei no Skype. Justin estava on e quando me viu on, fez uma chamada de vídeo.


~Skype on~
Carly: JUUUUSTIN MEU BEBE! - Ele riu. Ah que saudade daquele sorriso.
Justin: Oi shawty. Como tá aí? - Ele disse sorrindo.
Carly: Chato e entediante sem você aqui. - Fiz bico e ele riu.
Justin: Amanhã eu estou aí. Vai passar rápido.
Carly: Espero.
Justin: E como foi o photoshoot?
Carly: Foi ótimo. Tiramos várias fotos. Depois eu te mostro.
Justin: Eu quero ver mesmo. Baby, tenho que sair. Minha mãe tá berrando aqui. - Nós rimos.
Carly: Vai lá. Tchau Justin. Te amo.
Justin: Também te amo. Até amanhã. - Ele mandou um beijo no ar e desligou.
~Skype off~


Estava morrendo de saudade do Justin, mas entendia que ele tinha os compromissos com a carreira. Desliguei o notebook e deitei. Dormi pensando nele. Justin.


Desculpem a demora. Minha internet não estava funcionando ontem. Enfim, espero que tenham gostado. Posto quando tiver 5 comentários.


Lembretes:
- Leiam as páginas embaixo do banner do blog.
- Justin perdeu a votação para melhores fãs, mas Austin ainda está concorrendo. Votem nele. Clique aqui. ;)


Agora vou divulgar blogs que leio e que adoro. Vou divulgar um blog em cada postagem:
http://beadlesbiebs.blogspot.com/

08/06/2012

Hate Or Love?: Capítulo 4 - O garoto da lanchonete.

18 comentários: | |
Tumblr_lq0xzpel8x1qb23pyo1_500_large


Greyson: Vamos? - Greyson sentou do meu lado, me despertando dos meus pensamentos.
Alexa: Já acabou?
Greyson: Sim, mas vamos voltar amanhã. - Bufei.
Alexa: Não reclame. - Ele disse sorrindo e levantou, estendendo a mão para mim em seguida.
Alfredo: Já estão indo? - Ele passou os braços por cima do meu ombro e o de Greyson.
Alexa: Sim. Amanhã nós voltamos pra terminar de gravar.
Alfredo: Vou esperar vocês então. - Ele me deu um beijo na bochecha e fez um toque estranho com Greyson.
Carly: Pode deixar. - Sorri e o abracei. Depois fui me despedir dos outros, menos de Selena e Justin, óbvio. Eles nem perceberam que estávamos indo embora porque estavam ocupados se comendo ali no sofá.


~narrado por Justin B.~
Cara, depois de 2 anos aquela garota ainda consegue mexer comigo do mesmo jeito. E olha que nem nos falamos direito. Ela já era gostosa quando nos conhecemos, imagina agora. Não consegui não reparar no corpo dela. Pena que ela é esperta de mais para cair na minha, senão comia fácil. (n/a: desculpa as palavras, mas o Justin vai ser meio rebelde nessa IB.) Bem, falando nisso, faz tempo que não saio pra me divertir e pegar algumas garotas. É isso que vou fazer hoje. Só preciso deixar a Selena em casa e ir na mesma boate que vou sempre que quero me satisfazer. Lá é só eu dar uns trocados para as putas que elas ficam de bico calado. Idiotas.
~fim da narração de Justin B.~


Enfim, depois que saímos dali fomos para o hotel e cada um foi para o seu quarto.
Greyson: Vou pedir pra entregarem pizza aqui, pode ser?
Alexa: Sim, mas pede para entregarem algum chocolate também. Vou tomar banho enquanto isso. - Ele assentiu.
Peguei um pijama e fui tomar banho. Tomei um banho bem quente, me vesti e calcei minhas pantufas.
Saí do banheiro e Greyson estava mexendo no iPad.
Alexa: A comida não chegou ainda não? - Sentei na cama.
Greyson: Não, mas já deve tá che.. - A campainha tocou, interrompendo-o. Greyson levantou e foi atender. Depois de alguns segundos ele entra com a pizza.
Greyson: Eu disse que tava chegando. - Ele colocou tudo em cima da mesa.
Alexa: Trouxeram meu chocolate? - Sentei à mesa, me servindo com um pedaço da pizza.
Greyson: Sim, senhora chocólatra. - Eu ri. Nós nos servimos e começamos a comer.
Greyson: Abre o jogo. Diz aí o que tá sentindo pelo senhor idiota. - Ele disse e comeu um pedaço da pizza.
Alexa: Hã? Tá louco? Doente? Quer que eu chame o Daniel? - Coloquei a mão na testa dele, o fazendo rir.
Greyson: Estou bem. Eu percebi que você ficou tensa quando viu ele. Pode falar a verdade.
Alexa: Fiquei tensa porque estava com raiva. Depois de tudo que fez comigo, ainda tem coragem de aparecer com aquela biscate lá. Só ele até que vai, mas a Selena...
Greyson: Ele ainda mexe com você né?
Alexa: Tá louco Grey? Óbvio que não. Me poupe né. - Disse e fui para o banheiro. Já tinha terminado de comer.
Escovei meu dente e fiz minhas necessidades. Depois deitei na minha cama e fiquei mexendo no celular até o sono chegar.
Greyson foi tomar banho e quando voltou nós ficamos conversando, até o sono chegar.
[...]
Acordei antes de Greyson. Olhei as horas no celular e era 6h. Levantei e prendi meu cabelo em um coque mal feito. Escovei meu dente, peguei uma roupa na minha mala e fui tomar banho.
Me vesti, arrumei meu cabelo e me maquiei. Quando sai do banheiro Greyson não tinha acordado ainda, então decidi deixá-lo dormir e sair um pouco sozinha. Peguei meu celular e minha bolsa e saí do hotel.
Andei por alguns quarteirões e entrei em uma lanchonete. Fiz o meu pedido e sentei em uma mesa livre perto da porta.
xxx: Posso me sentar com você? Não tem mais nenhuma mesa livre. - Olhei ao redor e realmente não tinha.
Alexa: Pode. - Sorri e ele sentou.
xxx: Me chamo Pietro. Muito prazer. - Ele estendeu a mão para me cumprimentar. Pietro aparentava ser um pouco mais velho que eu.
Alexa: Alexa. O prazer é meu. - Sorri e apertei a mão dele.
Pietro: Parece que já te vi antes.
Alexa: Ex- namorada de Justin Bieber e irmão do Greyson Chance. - Bufei e ele riu pelo nariz.
Pietro: Não fique brava. Não vou te tratar diferente por causa disso. - Ele sorriu.
Alexa: Você já fez o seu pedido?
Pietro: Sim. - Ele sorriu novamente. - Você tem quantos anos?
Alexa: 16. E você?
Pietro: 17. - O garçom entregou nossos pedidos e enquanto comíamos, conversávamos. Pietro era daqui de NY e estava terminando os estudos. Assim que terminasse ia viajar para alguns países e depois faria faculdade. Ele era muito bonito e parecia que eu o conhecia de algum lugar. De alguma forma ele mexeu comigo e eu precisava de algum contato.
Meu celular começou a tocar. Olhei no visor e era Daniel. Ele disse para voltar para o hotel pois iríamos para o estúdio. Antes de voltar Pietro me deu um beijo na bochecha, um abraço de despedida e depois de muito custo, me passou seu Twitter. Provavelmente, não nos veríamos nunca mais. 
Saí da lanchonete e caminhei até o hotel e Greyson e Daniel me esperavam na recepção.
Daniel: Alexa, você não pode sair sem avisar. Está louca?
Alexa: Eu só fui comer alguma coisa.
Daniel: Tudo bem, dessa vez passa. Agora vamos que já tem um motorista nos esperando. - Ele saiu e eu e Greyson o seguimos. O motorista deu a partida e nós chegamos em alguns minutos. Descemos do carro e entramos no prédio onde ficava o estúdio. Entramos no estúdio e só Scooter e Alfredo estavam ali.
Alfredo: Aleeexa! - Ele me abraçou.
Alexa: Hey Fredo! - Retribui o abraço.
Alfredo: Quer um guaraná? - Ele me mostrou uma lata verde.
Alexa: O que é isso? Nunca ouvi falar.
Alfredo: É um refrigerante do Brasil. É muito bom.
Alexa: Se é do Brasil, como você tem isso? - Ele riu.
Alfredo: Um amigo foi pra lá e trouxe uma caixa pra mim. Vou pegar um pra você. - Ele saiu e eu fui falar com Scooter.
Alexa: E aí Scoot. - O abracei.
Scooter: Oi Ale. Como está?
Alexa: To bem.
Alfredo: Aí seu guaraná Alexa. - Ele me entregou o refrigerante.
Scooter: Você dando guaraná pra alguém? O que deu em você? - Nós rimos.
Alfredo: A Alexa pode. - Eu dei um beijo na bochecha dele e bebi um pouco do refrigerante.
Alexa: Cara, isso é MUITO bom! Quero beber isso pro resto da minha vida. - Eles riram.
Alfredo: Eu disse que é bom.
Scooter: Vou ligar pro Justin. Já era pra ele estar aqui há um tempão. - Ele saiu e eu continuei ali conversando com Alfredo, Greyson e Daniel. Depois de alguns minutos Scooter volta.
Scooter: Aquele moleque saiu ontem e voltou pra casa bêbado. Disse que acabou de sair de casa. - Ele disse nervoso e sentou no sofá.
Depois de alguns minutos Justin chega.
Justin: Cheguei pra alegrar isso aqui. - Ele entrou sorrindo, mas parou assim que viu que Scooter estava bravo.
Scooter: O que deu em você? Beber ao ponto de ficar bêbado?
Justin: Relaxa Scooter, eu já tenho 18 anos e foi apenas algumas doses de vodka. Além do mais, eu nem perdi nenhum compromisso, só me atrasei alguns minutos.
Scooter: Não é porque você tem 18 anos que pode sair por aí fazendo o que quer. Você é famoso, tem restrições. Você saiu sem o Kenny e ainda volta bêbado. Eu estou muito decepcionado com você Justin. Todos estamos. - Justin abaixou a cabeça.
Justin: Me desculpe. Não vai se repetir.
Scooter: Eu espero. Agora vamos terminar de gravar essa música.
Justin: Nem cumprimentei vocês. - Ele fez um toque com Greyson, Daniel e Alfredo.
Justin: Oi. - Ele disse à mim e eu respondi com um "oi" seco de volta e depois saí. Justin ficou olhando com cara de bunda, mas depois foi para onde Scooter estava, terminar a música.


Aí está. Não ficou bom, mas é melhor do que ficar sem postar. Muito obrigada pelos comentários anteriores, fiquei muito feliz.
Posto o próximo com 5 comentários.
Lembrete: As Beliebers estão concorrendo como melhor grupo de fãs, mas estamos perdendo. Não deixe de votar muito. Clique aqui.

07/06/2012

3 comentários: | |
Vou postar amanhã sem falta :)

Lembretes:
- Quem quiser fazer parceria é só falar comigo pelos comentários.
- Vocês podem ler minhas IB's antigas na página "IB's" embaixo do banner do blog.
- Leiam a página "Para Beliebers". Lá tem textos do Justin para nós Beliebers e Boyliebers.
- Sigam o blog :)
- Comentem.

06/06/2012

Greyson Chance

2 comentários: | |
Eu fiz um post sobre o Austin Mahone e fiquei devendo um sobre o Greyson Chance. Aqui está ele.


Greyson Michael Chance nasceu em 16 de agosto de 1997 (15 anos) em Wichita Falls, no Texas. Atualmente reside em Edmond, no estado de Oklahoma. Greyson é filho de Scott e Lisa Chance. Tem 2 irmãos mais velhos. Alexa, de 16 anos, e Tanner, de 19 anos.
Greyson teve aula de piano por 3 anos, mas nenhum treinamento vocal. Ganhou reconhecimento por causa de uma performance da música Paparazzi, da cantora Lady Gaga. Seu vídeo foi colocado no YouTube, onde teve milhões de visualizações. Greyson já abriu os shows da turnê Dancing Crazy Tour da cantora Miranda Cosgrove e já saiu em uma turnê com o cantor Cody Simpson, chamada Waiting4U. Em agosto de 2011 Greyson lançou seu primeiro álbum, intitulado Hold On 'Til The Night e em outubro de 2012 lançou a primeira parte do EP Thuth Be Told.

Veja alguns vídeos de Greyson:

Vídeo que deu reconhecimento a Greyson, onde ele canta Paparazzi em um show de talentos da escola.

Videoclipe da música Waiting Outside The Lines.

Videoclipe da música Unfriend You.

Videoclipe da música Hold On 'Til The Night.


O que acharam do Greyson? Deixe sua opinião aqui nos comentários.

Para ler sobre Austin Mahone clique aqui.

04/06/2012

IB: Little London Girl - Capítulo 36

12 comentários: | |
  


Acordei 7h30min para ir a escola. Hoje era segunda e ia fazer meu photoshoot.
Levantei e tomei um banho rápido. Me vesti e penteei meu cabelo.
Desci para tomar café e minha mãe estava saindo.
Lauren: Filha, estou indo trabalhar. Depois liga pro Scooter e vê se alguém vai te levar ou eu tenho que levar. - Ela depositou um beijo no topo da minha cabeça e acariciou Bob.
Carly: Ok. Vou ligar mais tarde. - Ela assentiu e saiu.
Terminei de comer e quando estava subindo meu celular tocou. Olhei no visor e era Scooter.

~ligação on~
Carly: Oi Scooter. Já ia te ligar.
Scooter: Acho que adivinhei então. - Ele gargalhou.
Carly: E como está aí no Texas?
Scooter: Está tudo ótimo. Justin não fica quieto e não deixa ninguém em paz. - Pude escutar ele sussurrando "sai Justin", o que me fez rir.
Scooter: Carly, eu vou pedir pro Ryan te buscar em casa 15h ok?
Carly: Ok.
Scooter: Agora fala com o Justin antes que eu arranque a cabeça dele. - Nós rimos.
Justin: Ooooi shawty.
Carly: Hey baby. Como está aí?
Justin: Tudo ótimo. A única coisa ruim é que você não está aqui.
Carly: Estou com muita saudade.
Justin: Eu também estou. Já ia me esquecer, sexta nós vamos pra Atlanta. Minha mãe alugou uma casa e vamos todos pra lá. E ela mandou você chamar sua mãe.
Carly: Claro, vou chamar. Adorei a idéia.
Justin: É, eu também. Tenho que desligar shawty. Boa sorte com o photoshoot.
Carly: Obrigada. Te amo muito.
Justin: Eu também. Tchau.
~ligação off~


Terminei a ligação e subi correndo. Fui até o banheiro e escovei o dente. Desci correndo e coloquei comida para o Bob. Olhei no relógio e ainda faltava 20 minutos pro ônibus chegar.
A campainha tocou quando eu ia ligar a TV, então fui atender. Era Austin.
Austin: Hey!
Carly: Austiiiin! - O abracei.
Carly: O que faz aqui essa hora? - Disse assim que me soltei do abraço.
Austin: Vim te chamar pra ir pra escola comigo, de carro.
Carly: Eu vou só com uma condição.
Austin: Qual?
Carly: Você vai levantar o teto daquele carro. - Ele riu.
Austin: Claro que eu fecho bobona. Vamos logo.
Carly: Ok, ok. Vou só pegar minha mochila. - Peguei minha mochila e voltei. Austin estava no carro me esperando. Fechei a casa e joguei minha mochila no banco de trás do carro, depois sentei do lado de Austin, colocando o cinto em seguida.
Carly: As meninas não vão gostar muito de me ver chegando com o cara mais cobiçado do colégio. - Ele sorriu.
Austin: E os garotos não vão gostar de me ver chegando com a futura cantora mais famosa do mundo. - Dessa vez eu que sorri.
Austin deu a partida.
Austin: É hoje seu photoshoot? - Ele disse sem tirar a atenção da pista.
Carly: Sim. Quer ir comigo?
Austin: Eu adoraria, mas hoje tenho compromissos.
Carly: Tudo bem, mas amanhã nós vamos fazer alguma coisa.
Austin: Que tal ir almoçar lá em casa? Minha mãe ia adorar.
Carly: Pode ser.
Austin: E como está o Justin?
Carly: Bem. Ele está no Texas, só volta amanhã.
Continuamos conversando até chegar na escola, o que não demorou. Descemos e várias pessoas olharam pra nós. 2 meninas vieram falar comigo.
Menina1: Você é Carly Miller?
Carly: Pelo que eu saiba sim. - Austin riu.
Menina2: Nós escutamos sua música e é perfeita. - Uma das meninas sussurrou "assim como seu namorado" me fazendo rir baixo.
Carly: Obrigado. Vocês alegraram mais ainda o meu dia. - Elas sorriram.
Menina2: Poderia tirar uma foto com a gente?
Carly: Claro. - Me juntei a elas e Austin se afastou, mas elas o chamaram e ele ficou do nosso lado. Uma delas bateu a foto e nos agradeceu.
Menina1: Tchau. Espero que faça muito sucesso. - Elas disseram e saíram. Eu e Austin caminhamos para dentro da escola.
Austin: Está começando a ganhar fãs. - Ele disse enquanto caminhávamos até nossos armários.
Carly: É, e isso assusta um pouco. - Paramos em frente ao armário e eu pegava alguns livros. Austin fazia o mesmo.
Austin: Porque? É bom ter pessoas que te amam de verdade.
Carly: Isso é bom, mas eu me assusto com o fato de que eles vão começar a saber tudo da minha vida. É estranho.
Austin: Sim, isso é. - Ele fechou o armário com um pouco de força, fazendo um barulho alto e todos olharam pra nós.
Austin: Ops. - Ele disse envergonhado e nós começamos a rir, enquanto caminhávamos até nossa sala.
Carly: Precisa controlar sua força melhor.
Austin: Fazer o que se sou super forte.
Carly: Você não é nem um pouco convencido. - Nós rimos.
Chegamos na sala e o professor já estava lá.
Professor: Estão atrasados. - Ele disse sério e todos olharam pra nós.
Carly: Desculpe, é que algumas garotas nos pararam e não podíamos recusar.
Professor: Ok, dessa vez passa, mas na próxima detenção.
Austin: Não vai ter próxima.
Professor: Acho bom. - Ele disse e nós nos sentamos.
[...]
A aula foi super entediante. Austin e eu conversávamos quando o professor saia da sala, mas era difícil isso acontecer. No intervalo algumas pessoas pediram pra tirar foto, mas nada fora de controle.
Austin: Aceita uma carona até a sua residência?
Carly: Claro jovem cavalheiro. - Nós rimos. Entrei no carro de Austin e coloquei o cinto. Ele deu a partida.
Carly: Você não se importaria se eu ligasse o som né? - Disse e antes dele responder eu já tinha ligado. Estava tocando Part Of Me da Katy Perry e nós começamos a cantar feito loucos.
Assim que acabou a música nós começamos a rir.
Austin: Foi bom colaborar com você.
Carly: Você também é um ótimo cantor. - Nós rimos.
Austin parou em frente a minha casa.
Austin: Amanhã você vai lá em casa mesmo?
Carly: Sim, sem falta. - Ele sorriu.
Austin: Vou te esperar então. Tchau Carly. - Ele me deu um beijo na bochecha e entrou no carro. Esperei ele sair e então entrei em casa.
Larguei minha mochila no sofá e prendi meu cabelo em um coque, enquanto ia pra cozinha.
Comeria a pizza que sobrou de ontem. Coloquei um pedaço no microondas e enquanto esquentava coloquei refrigerante em um copo. Peguei um prato e coloquei a pizza dentro depois fui para a sala assistir TV enquanto comia. 
Depois que terminei de comer, coloquei o prato na lava-louças e fui direto para o banheiro.
Tomei banho e depois fui para o quarto enrolada na toalha. Abri o guarda-roupa e fiquei alguns minutos tentando decidir o que vestir.
Me vesti e penteei meu cabelo, fiz um make leve e então estava pronta. Provavelmente eu iria colocar outra roupa e fazer outro make lá, então não me arrumei muito.
Quando estava descendo a escada ouvi a campainha tocar. Desci correndo e antes de abrir a porta acariciei Bob.
Era Ryan e ele estava muito bonito. Estava com uma calça jeans preta, um supra branco e uma camisa também branca. Sei que Ryan é amigo do Justin e também é muito velho pra mim, mas ele estava muito gato.
Ryan: Hey Carly. Pronta para seu primeiro photoshoot? - Ele me abraçou.
Carly: Ér, acho que sim. - Ele riu pelo nariz e me guiou até seu carro. Entrei coloquei o cinto. Ryan deu a partida e no caminho fomos conversando. Ryan me explicou algumas coisas de como seria o photoshoot.
Chegamos depois de quase meia hora em um prédio bem bonito. Entramos e pegamos o elevador em direção ao 6º andar. Ryan me guiou até umas salas e entramos em uma de número 36. Lá tinha várias pessoas e eu não conhecia nenhuma.
xxx: Ryan! - Uma mulher morena e com o cabelo curto cumprimentou Ryan.
Ryan: Oi Tereza. Essa é Carly.
Tereza: Oi Carly. Muito prazer em conhecê-la. - Ela me cumprimentou.
Carly: O prazer é meu. - Sorri.
Ryan: Carly, a Tereza vai ter ajudar com tudo aqui. Eu vou ter que resolver algumas coisas e depois eu volto pra te buscar. - Assenti e Ryan saiu.
Tereza: Vem, vamos arrumar seu cabelo e depois sua maquiagem. - Ela me guiou até uma salinha e eu sentei em uma cadeira. Várias pessoas ao mesmo tempo começaram a mexer no meu cabelo e enquanto eles faziam isso ela me explicava algumas coisas.
Tereza: Você vai se vestir com alguns vestidos. Vai ficar lindo. - Ela disse enquanto me olhava.
Ficamos bastante tempo ali e depois eles começaram a fazer a maquiagem. Eles não me deixaram olhar como estava, só depois de pronto e isso estava me deixando nervosa.
xxx: Terminei. - A mulher que me maquiava disse.
Carly: Finalmente. - Suspirei e ela riu baixo.
xxx: Você está muito linda. Espero que goste. - Ela se virou e pegou um espelho, me entregando ele logo depois. Olhei meu reflexo nele e fiquei chocada com o que vi. Aquela não era eu. Não podia ser. Estava muito bonita pra ser eu.
Carly: Tem certeza que isso é um espelho? Não é uma foto de alguém?
xxx: Sim, isso é um espelho. - Ela riu.
Carly: Véi, eu to muito linda. Não parece ser eu.
xxx: Sim é você e esta muito linda. Agora vai se trocar porque eu quero ver como essas fotos vão ficar. - Ela me puxou e me deu um empurrãozinho até a porta, me fazendo rir.
Tereza me esperava sentada em um sofá e quando me viu levantou.
Tereza: Vem, vou te mostrar suas roupas. - Ela me guiou até uma outra sala, com várias roupas penduradas em alguns cabides. - Você vai usar esse primeiro. - Ela me entregou um vestido rosa muito bonito.
Carly: É muito lindo Tereza. - Disse olhando o vestido.
Tereza: Vai ficar lindo em você. Se vista que eu vou ficar te esperando. - Ela saiu, me deixando sozinha ali. Me troquei rapidamente e então fui para onde Tereza estava.
Carly: E então? O que achou? - Disse e ela sorriu.
Tereza: Está linda. - Ela bateu palmas, me fazendo rir.
Tereza: Esse é Carlos. Ele é o fotógrafo. - Ela me apresentou a um homem careca e um pouco gordo.
Carlos: Muito prazer Carly. Não precisa ter vergonha ok? É só fingir que não tem ninguém aqui. - Ele me cumprimentou e eu sorri. 
Carlos me mandou ficar em frente a uma parede totalmente branca e durante o photoshoot ele me deu alguns objetos para tirar as fotos.
[...]
Ficamos várias horas tirando fotos, mas finalmente acabou. Estava ansiosa para ver elas.
Coloquei a minha roupa de antes e voltei para ver como as fotos ficaram.
Carlos: O que achou? - Ele me perguntou, enquanto passava as fotos no computador.
Carly: Até que não ficaram ruins. - Ele e Tereza me olharam.
Carly: Brincadeira. As fotos ficaram ótimas. - Eles riram. Realmente as fotos ficaram ótimas. Nem parecia que era eu mesmo que estava ali.
Carlos: Agora vou editá-las e assim que terminar te mando por email. - Ele disse sem desgrudar os olhos do computador
Carly: Ok. Já que o Ryan não chegou ainda, vou comer alguma coisa por aí e ligar pra ele. Até mais.
Tereza: Ok querida. Suas fotos ficaram ótimas.
Carly: Obrigada. - Sorri e saí. Peguei o elevador e fui para o térreo. Saí do prédio e logo avistei um Subway em frente ao prédio. Atravessei a rua e entrei. Fiz meu pedido e me sentei em uma mesa. Liguei para o Ryan vim me buscar e enquanto ele não chegava fiquei comendo meu lanche.




Eu demorei a postar por 2 motivos:
- Falta de comentários
- Muitos trabalhos na escola.


Espero que agora tenha comentários, porque a coisa que eu menos quero aqui é parar de escrever. Por favor, comentem.
5 comentários pro próximo.